Sistemas Agroflorestais para Agricultura Familiar como Corredores de Biodiversidade

Sistemas Agroflorestais para Agricultura Familiar como Corredores de Biodiversidade

Sistemas Agroflorestais para Agricultura Familiar como Corredores de Biodiversidade

Projeto beneficia 51 famílias com implantação e enriquecimento de Sistemas Agroflorestais (SAFs). Ao todo, o trabalho abrange 51 hectares de assentamentos rurais, distribuídos em SAFs biodiversos e Sistemas Agrossilvipastoris, nos municípios de Mirante do Paranapanema, Teodoro Sampaio e Euclides da Cunha (SP). 

Além de orientação nesse modelo de produção que beneficia a floresta e a renda dos assentados, os participantes também passam por capacitação em produção agroecológica e em gestão e comercialização de produtos.

Como resultados do projeto, são esperados: 

  • Geração de renda para as famílias envolvidas; 
  • Conciliação da produção com conservação ambiental;
  • Envolvimento comunitário;
  • Melhoria da paisagem com plantio de Sistemas Agroflorestais (SAFs);
  • Transição para produção agroecológica.

Principais atividades:

  • Implantação de 34 hectares de Sistemas Agroflorestais biodiversos com bases de produção agroecológica.
  • Enriquecimento de 11 hectares com espécies florestais nativas, exóticas e frutíferas tornando-os biodiversos.
  • Implantação de seis hectares de Sistemas Agrossilvipastoris.
  • Capacitação em agrossilvicultura e em gestão de comercialização de produtos para assentados.
  • Extensão agroflorestal para 51 famílias envolvidas no projeto.