“Árvore que Sente” é destaque no Fica – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental

Depois de surpreender os paulistanos na Praça Charles Miller e no Minhocão com a nossa “Árvore que Sente” - uma iniciativa do IPÊ em parceria com a agência de publicidade Y&R Brasil, agora é a vez da cidade de Goiás conhecer um pouco dessa iniciativa ao vivo.

Durante o Fica 2014 - Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, que vai até o dia 1º de junho, a árvore fica instalada na Avenida Beira Rio, às margens do rio Vermelho, que corta o centro histórico da cidade, que está localizada a cerca de 130 km de Goiânia.

A ideia dos organizadores do evento é proporcionar aos participantes do festival e aos visitantes a oportunidade de ver de perto as reações de uma árvore de acordo com a qualidade do ar que ela e todos nós respiramos. . Assim como em São Paulo, por meio de projeções em 3D, a árvore muda de feição conforme a qualidade do ar no momento. Se o índice de poluição está baixo, a árvore fica feliz, mas conforme ele aumenta, ela fica brava ou tosse. Para isso, serão utilizando dados da Cetesb como parâmetro, refletindo os índices de São Paulo em tempo real.

O site oficial – www.arvorequesente.com.br – traz mais informações sobre a iniciativa que aconteceu pela primeira vez em março deste ano em São Paulo, para celebrar a Semana de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas.

O Fica

A Cidade de Goiás transforma-se, a cada Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), em um grande palco para viver o rico intercâmbio de aprendizado que mescla cultura, meio ambiente e cidadania. Diferentes línguas, turistas, expressões artísticas, além da gastronomia regional da Cidade de Goiás, se projetam como ingredientes certeiros para uma singular experiência humana. É esta a identidade do Fica, um festival multicultural que utiliza da plataforma do cinema para englobar as mais distintas expressões artísticas com o objetivo de reproduzir ao mundo o debate sobre a questão ambiental. Neste ano, o festival é realizado entre os dias 27 de maio e 1º de junho.

Desde o início, o festival busca fortalecer-se como palco das discussões da temática ambiental dentro de um conceito mais amplo, que combine desenvolvimento com a melhor qualidade de vida no planeta. Nesse aspecto, o Fica abre espaço para as discussões do desenvolvimento sustentável não apenas na tela, mas com oficinas, mesas-redondas, palestras e outras atividades que levam à mais ampla abordagem das questões do meio ambiente. Por essa linha de ação busca ainda reforçar a consciência para a melhor relação homem/natureza.