Pesquisador do IPÊ recebe prêmio "Guerreiro da Vida Selvagem" do Houston Zoo

O biólogo Gabriel Massocato é o vencedor do prêmio "Guerreiro da Vida Selvagem", promovido pelo Jardim Zoológico de Houston (Houston Zoo, EUA), que reconhece os pesquisadores de destaque dos projetos apoiados pelo zoo ao redor do mundo. O pesquisador atua desde 2012 na equipe do IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, no projeto Tatu-Canastra, realizado no Pantanal e Cerrado, e que tem o zoológico como um dos apoiadores.

Apaixonado pela vida selvagem desde criança, Gabriel é formado pela Universidade Federal da Grande Dourados (MS) e iniciou sua atuação em campo com o projeto de pesquisa sobre atropelamentos de vertebrados em Mato Grosso do Sul, em 2010. No projeto do tatu-canastra, participa de ações de pesquisa no Pantanal e mais recentemente no Cerrado. Ali, o pesquisador é um dos responsáveis pelo trabalho de Ciência Cidadã, que levanta informações sobre a espécie com ajuda das comunidades locais neste bioma. Como o tatu é uma espécie rara e difícil de ser encontrada, o apoio da população de pequenas cidades do estado torna-se indispensável. No Cerrado, os tatus correm reais riscos de extinção, já que se trata de um espaço amplamente fragmentado, com menos de 20% da vegetação nativa. Assim, o projeto vem mapeando a distribuição das últimas populações de tatus-canastra para criar áreas protegidas e corredores de conservação. Além disso, busca parcerias com órgãos governamentais e instituições para o desenvolvimento de atividades de educação ambiental a alunos de escolas estaduais.

"Esse é um prêmio em equipe, inspirado em todas as pessoas com quem eu trabalho e compartilho minha vida na cidade e no campo, a todas as pessoas que ficam encantadas em conhecer o raro e surpreendente Priodontes Maximus, o tatu-canastra. Hoje eu posso dizer que o tatu-canastra se tornou o meu projeto de vida, esse é o trabalho na qual eu escolhi e sou realizado profissionalmente. O prêmio, certamente, me dá ainda mais força e inspiração na luta diária por essa causa", afirma Gabriel.

Com o prêmio, o pesquisador irá se especializar e passar uma temporada no zoológico, atuando no departamento de Educação e Conservação, e participar de um curso intensivo em inglês .